A medição das audiências de jornais e revistas em Portugal Continental é assegurada, de forma regular, pelo estudo Bareme-Imprensa, realizado pela Marktest.

O Bareme-Imprensa estuda o universo constituído pelos indivíduos com 15 e mais anos, residentes em Portugal Continental.

A amostra deste estudo, constituída por cerca de 5.000 entrevistas por vaga, é proporcional quanto às varáveis Sexo e Dia de Semana, para cada um dos concelhos do continente e não proporcional quanto às variáveis Idade e Região.

A opção de tornar a amostra não proporcional quanto à variável Idade resulta do facto de se registar um envelhecimento da população portuguesa. À luz desta realidade, a amostra do estudo seria reforçada nos grupos etários mais elevados, nomeadamente no grupo dos indivíduos com mais de 64 anos, em prejuízo dos grupos mais jovens. Por se constatar, nos resultados do estudo, que os indivíduos pertencentes aos grupos etários mais elevados têm um comportamento mais homogéneo, a Marktest optou por manter no grupo etário “+ de 64 anos”, a amostra que anteriormente lhe era atribuída e redistribuir as restantes entrevistas por todos os outros grupos etários, proporcionalmente ao peso que têm na população atual.

A não proporcionalidade por Região tem por base o mesmo motivo, isto é, nos meios urbanos, nomeadamente nas regiões da Grande Lisboa e do Grande Porto, existe uma maior heterogeneidade de comportamento. Assim, nos concelhos pertencentes àquelas duas regiões é aplicada uma sobre-amostragem. Dado que a amostra é ponderada, ela é adequada ao presente estudo.

A amostra de cada vaga é distribuída proporcionalmente por cada um dos dias da semana.

 

A recolha de informação é contínua, com exceção dos períodos de Verão (meses de julho e agosto e primeira quinzena de setembro), Natal/Fim de Ano (última quinzena de dezembro), sendo esta pausa devida à atipicidade dos períodos em causa.