E

EACAEuropean Association of Communications Agencies.

EGTAEuropean Group of Television Advertising.

E-mail MARKETING – Utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto, sendo uma das formas eficazes e rápidas para uma marca desenvolver a relação com os seus atuais ou potenciais clientes, a custos reduzidos. Permite, igualmente, bons níveis de segmentação, de personalização das mensagens e de medição de resultados.

EMROEuropean Media Research Organization.

ENCARTE – Anúncio, autónomo fisicamente, que se coloca entre páginas de um meio impresso, sem fazer parte do mesmo, com o objetivo de se destacar da publicação.

ENDEREÇOS IP – Todos os computadores ao acederem à internet ficam com um número que os identifica de forma única, um endereço IP (ex. 200.245.258.275).

ENTREVISTA – Contacto entre indivíduos onde um representa uma entidade ou empresa, cuja comunicação pode ser desenvolvida por qualquer meio de comunicação, nomeadamente telefone, correio, internet ou contacto pessoal, com o objetivo de obter informações sobre um tema em análise.

ERRO AMOSTRAL (Desvio) – Representa a diferença entre a estimativa, retirada da amostra, e o valor do parâmetro na população.

ESOMAREuropean Society for Opinion and Market Research.

ESTABLISHMENT SURVEYVer “estudo base”.

ESTATÍSTICA INDUTIVA – Parte da estatística que, com base em resultados obtidos através da análise de uma amostra da população, procura inferir, induzir ou estimar comportamentos da população da qual a amostra foi retirada (inferência estatística).

ESTRATÉGIA DE MEIOS – Documento/ação preparada, normalmente por uma agência de publicidade ou meios, definindo os meios que melhor atingem os objetivos de comunicação e de publicidade, dentro de um orçamento disponível, tendo ainda em conta todos os fatores que possam condicionar a ação.

ESTUDO COINCIDENTAL – Estudo realizado junto dos lares do painel de audimetria com o objetivo de controlar a qualidade da informação das audiências de televisão, tentando averiguar a precisão das informações recolhidas no processo automático. Este estudo permite avaliar a precisão do audímetro tendo em conta o estado em que se encontra o televisor (ligado/desligado) e o nível de colaboração dos painelistas em relação ao uso correto do comando de sinalização (presença/ausência).

ESTUDO BASE – Estudo que tem como objetivo determinar a dimensão e características sociodemográficas do universo de lares relativamente ao meio televisão com a finalidade de desenhar e controlar a amostrado painel de audimetria. A partir deste estudo é também possível extrapolar os resultados do painel para o universo. O mesmo que “establishment survey”.

ESTUDO DE MEIOS – Nome genérico dado aos estudos que têm por objetivo aferir a audiência e o perfil dos diferentes meios.

EXTRAPOLAÇÃO DE RESULTADOS – Método que consiste em transformar os valores amostrais em valores referentes ao universo.

 

F

Fidelidade – Ver “índice de fidelidade”.

FILTRO – Conjunto de critérios que conduzem à seleção dos indivíduos a serem incluídos num grupo-alvo. Os filtros mais usuais são os que se estabelecem com variáveis sociodemográficas e/ou consumo.

FLOWCHART – Distribuição e calendário de inserções correspondente ao desenvolvimento de uma campanha de publicidade num determinado período (ex. ano).

Frequência média de contactos – Número de vezes, em média, que cada indivíduo do alvo é contactado pelo suporte ou plano. O mesmo que “OTS (opportunity to see)”.

 

frequency capping – Ver “capping”.